sexta-feira, 24 de junho de 2011

MARIA JOANA

"Eu não estou aqui pelo que fiz de errado, estou aqui pelo que não fiz. Quando era nova tive a oportunidade de ajudar as pessoas, mas achei melhor ficar saracutiando pelo terreiro. Quando morri precisei encontrar umcavalo para trabalhar. Se eu soubesse que era tão bom ajudar as pessoas, não tinha perdido tanto tempo"

Baiana Maria Joana

Esta maravilhosa mensagem foi publicada no blog

http://luzesesonhos.blogspot.com

BRANCO VELHO PAI JOÃO MARIA



PAI JOÃO MARIA AGOSTINHO é uma entidade que trabalha como Preto Velho de Umbanda. É também conhecido como Frei João Maria, é na verdade um BRANCO VELHO.

Seu culto é muito intenso na região de Sorocaba, sobretudo em
Araçoiaba da Serra, onde tem uma espécie de religião independente
devotada a ele. Cheguei a visitar o templo e conhecer a sua zeladora,
uma simples e fiel senhora.

Segundo contam, João Maria era italiano da região do Piemonte.
Viveu na região da mata de Araçoiaba como eremita numa gruta,
num lugar conhecido como PEDRA SANTA.

Existem inúmeros mistérios atribuídos a ele. Inscrições estranhas,
milagres etc... Desapareceu sem deixar rastro e foi encontrado
no Paraná, por volta de 1912, onde também curou muita gente.


Algumas pessoas dizem que a foto é de outro Pai João Maria, pois ele
teve continuadores ou seguidores de seu carisma. Entre eles estão:

PAI JOÃO MARIA II (Pai João Maria de Jesus), um curandeiro
francês chamado de Anastás Marcaf que viveu na mesma região
do primeiro.

PAI JOÃO MARIA III (Pai José Maria) ou Miguel Lucena, ex-militar, criou
um exército pessoal de perseguidos, injustiçados, pobres e sem-terra. Tinha
a seu lado uma "tropa de elite" composta por 24 caboclos armados.

Veja só...

Para quem tem olhos para ver, a Umbanda tem uma história misteriosa
e personagens fantásticos que se entrelaçam com a vida do Brasil.

Saravá Pai João Maria!

Ras Adeagbo

quinta-feira, 23 de junho de 2011

LANÇAMENTOS



Apresentamos os mais novos lançamentos da Ícone Editora.

Umbanda: uma visão esotérica (Camos)

Umbanda: um encontro da diversidade racial (Saul d'Ogun)

www.iconeeditora.com.br

ZÉLIO DE MORAES


Zélio de Moraes sendo homenageado na Tenda Nossa Senhora da Piedade na década de 1970.

CRISTO COROADO


Cristo Coroado (Lucas Cranach)

sexta-feira, 17 de junho de 2011

O FASCÍNIO DA POMBA GIRA



Muitas distorções foram criadas em torno das funções espirituais das Pombas Giras.
Uma delas diz que "Pomba Gira é mulher de sete Exus".
Se considerarmos os sete Exus Maiores (Exu Sete Encruzilhadas, Exu Tranca Ruas, Exu Pomba Gira, Exu Tiriri, Exu Marabô, Exu Gira Mundo e Exu Pinga Fogo) podemos ver que dos sete Exus ela é a única mulher.
E então? Pomba Gira é mulher de sete Exus????
Pensem!!!

Fonte das imagens: http://historiaseoferendasaumapombagira.blogspot.com

terça-feira, 7 de junho de 2011

SANTÍSSIMA MUERTE



La Santíssima Muerte é uma figura religiosa que recebe pedidos de amor, sorte e proteção. Santa Morte é geralmente representada por uma figura feminina.Embora a Igreja Católica tenha atacado o culto a Santa Morte acusando-o de ritual pagão, muitas pessoas insistem em rezar para esta figura, acreditando em seus milagres. Santa Muerte é venerada por uma variedade de pessoas de diferentes origens. Geralmente aqueles que para ela oram procuram recuperação da saúde, itens roubados ou entes familiares sequestrados. Geralmente vestida como o “anjo da morte”, carregando uma gadanha e uma balança. Ela também pode estar vestida com um manto vermelho e uma coroa dourada; nesta forma, é vista como uma variação da Virgem Maria. As imagens de Santa Morte são confeccionadas em vermelho, branco, verde e preto, para o amor, sorte, sucesso financeiro e proteção. Oferendas à Santa Morte incluem rosas, cigarros, frutas, doces e tequila. Os santuários sãoo adornados com rosas vermelhas, cigarros e garrafas de tequila, e velas queimam em adoração. Por todo o México e em parte dos Estados Unidos (especialmente em comunidades de imigrantes mexicanos), são vendidos itens como cartas, medalhas e velas relacionados à santa. Muitos dos altares dedicados a La Santissima Muerte podem ser encontrados ao longo das estradas no nordeste do México.

CAPELA DOS OSSOS



A Capela dos Ossos localiza-se em Évora, Portugal. Está situada na Igreja de São Francisco e foi construída no século XVII por iniciativa de três monges que, dentro do espírito da época (contra-reforma religiosa, de acordo com as diretrizes do Concílio de Trento) tinha a intenção de transmitir a mensagem da transitoriedade da vida, tal como se depreende do célebre aviso à entrada: Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos. A capela, construída no local do primitivo dormitório fradesco é formada por 3 naves de 18,70 metros de comprimento e 11 metros de largura, entrando a luz por três pequenas frestas do lado esquerdo. Nas suas paredes e os oito pilares existem cerca de 5000 ossos e caveiras ligados por cimento pardo. As abóbadas são de tijolo rebocado a branco, pintadas com motivos alegóricos à morte. Os ossos e caveiras são provenientes dos cemitérios, situados em igrejas e conventos da cidade.

PAPA LEGBA




No Voodo haitiano, Papa Legba (guardião das encruzilhdas) é o intermediário entre os loa (divindades) e a humanidade. Ele está em uma encruzilhada espiritual e dá (ou nega) permissão para falar com os espíritos. Ele é sempre o primeiro e o último espírito invocado em qualquer cerimônia, porque a sua autorização é necessária para qualquer comunicação entre os mortais e os loa - ele abre e fecha as portas. No Haiti, ele é a grande elocução, a voz de Deus. Facilita a comunicação, a fala e compreensão. Ele é muito poderoso, ele é o primeiro a abrir as portas para o mundo espiritual, quando solicitado, e tem o poder de remover obstáculos. Suas cores são o vermelho e o preto, e algumas de suas coisas favoritas que podem ser usados ​​como oferendas incluem: doces, charutos, rum, tabaco e óleo de palma. Seu número é três e o seu dia da semana é segunda-feira. É sincretizado com São Pedro que carrega as chaves do céu.

Apresentamos duas representações haitianas e um vévé de proteção de Papa Legba. O vévé é um símbolo religioso que age como um "farol" para o loa.