quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

TÚNEL DO TEMPO 3


Congá da Casa de Pai Benedito (São Caetano do Sul) em 1984.

TUNEL DO TEMPO 2


Festividade de formatura de sacerdotes da Federação Umbandista do Grande ABC em 1977.
Na primeira fila podemos ver (da esquerda para a direita): Dona Isabel (esposa de Zélio de Moraes), Dona Zélia de Moraes, Sr. Julio (esposo de Dona Zélia), Dona Zilméia de Moraes e Senhor Cunha (esposo de Dona Zilméia).

TUNEL DO TEMPO 1


Pai Ronaldo Linares batizando médium na década de 1970.

sábado, 24 de dezembro de 2011

UMBANDISTA ENCARNADO ATACANDO UMBANDISTA DESENCARNADO

Um famoso pai de santo umbandista da atualidade vem atacando, de forma imbecil, W. W. da Matta e Silva, um dos três maiores mestres que militaram na Umbanda. Anteriormente o tal pai de santo já havia tentado colher assinaturas para tentar “processar” Matta e Silva, desencarnado há 25 anos. Segundo o pai de santo, Matta e Silva está habitando o baixo astral em função de determinadas atitudes que ele tinha tomado na época de encarnado, principalmente por negar a fundação da Umbanda por Zélio de Moraes. Vale a pena lembrar que no livro “Umbanda e o Poder da Mediunidade”, Matta e Silva enaltece a tarefa de Zélio de Moraes, o Caboclo das Sete Encruzilhadas e Leal de Souza. Para quem não sabe, Matta e Silva refere-se nas suas obras ao Aumbhandhan, religião milenar e fala também da Umbanda, movimento implantado por Zélio de Moraes. Sobre a religião milenar do Aumbhandhan já se referia, em 1941, o importante escritor Diamantino Coelho Fernandes e, também, o capitão José Alvares Pessoa em 1968. Na década de 1970, o famoso médium Arigó, que fazia cirurgias espirituais com o Dr. Fritz tentou vilipendiar a Umbanda e foi rechaçado por Matta e Silva que exigiu e assim conseguiu, através da mídia, a retratação de Arigó. O maior de todos, Chico Xavier, recusou-se a aceitar a ajuda espiritual de Arigó, submetendo-se a uma cirurgia física pelo médicos terrestres. De uma coisa temos certeza, Matta e Silva não está no baixo astral, pois já encarnou há algum tempo. Pai Benedito de Aruanda, mentor espiritual de Pai Ronaldo Linares, nunca fez menção negativa a Matta e Silva, e nesse Pai Benedito eu acredito. Mesmo que alguns pais de santo preocupados com o maldito poder temporal tentem jogar a Umbanda no ralo, não vão conseguir, pois a Umbanda é muito maior do que eles. A Umbanda é de todos nós, como dizia Matta e Silva.

Salve a Umbanda!

Salve os três maiores médiuns de Umbanda de todos os tempos: Zélio de Moraes, Matta e Silva e Benjamim Figueiredo.