domingo, 11 de setembro de 2016

VAMOS CANTAR CORRETAMENTE O HINO DA UMBANDA


Segundo Mestre Marne, membro fundador do CONDU, que participou em 1976 da aprovação da obra de J. M. Alves como Hino Oficial da Umbanda, no Rio de Janeiro (Hotel Glória), é de suma importância que o Hino da Umbanda seja cantado com a letra e melodia correta, sem mudança alguma. Porque na hora da oficialização do Hino, foi perguntado ao Sr. Jerônimo Vanzeloti, presidente da Convenção do CONDU, se o compositor J. M. Alves iria cobrar direitos autorais de sua obra. Diante desse questionamento o Sr. Vanzeloti, foi conversar com o autor e o mesmo mandou o seguinte recado a todos os presentes: “Não vou cobrar nenhum tostão de direito autoral, só peço para manterem meu nome como autor”, porém proibiu que a letra de sua obra fosse mudada em sequer uma vírgula e que toda vez que forem cantar o Hino da Umbanda, a mão direita deverá ser colocada sobre o coração. Por isso, é importante que todos pratiquem esse ato cívico de Umbanda, como demonstração de fé e respeito, conforme o Sr. José Manuel Alves queria e pediu pra ser.
Assim, não se deve cantar duas vezes a parte final do Hino:
“Levando ao mundo inteiro a bandeira de Oxalá”.
Observem a partitura.


Nenhum comentário: