terça-feira, 31 de agosto de 2010

HISTÓRIA DA UMBANDA É PARA QUEM CONHECE A UMBANDA


Diamantino Fernandes Trindade




Os recentes lançamentos das obras “A Construção Histórica da Literatura Umbandista” (Diamantino F. Trindade) e “História da Umbanda: uma religião brasileira”, do nosso querido irmão Alexandre Cumino, trazem mais luz a esse universo, ainda muito velado, da história da Umbanda.
Alexandre Cumino é um jovem e promissor escritor dos temas umbandistas e, agora, em particular, sobre a história da Umbanda. Muito conhecido no meio umbandista em função das suas atividades sacerdotais e magísticas, bem como editor do importante periódico “Jornal de Umbanda Sagrada”, revela-se também como um importante pesquisador.
A sua obra, recém lançada, apresenta um novo olhar sobre os aspectos históricos da nossa querida religião. Diversos temas são tratados com uma forte fundamentação e metodologia. Assim procede quem realmente quer fazer história. Recorreu, cientificamente, à pesquisa primária, utilizando documentos originais escritos e também à história oral, analisando e interpretando as fitas gravadas pela nossa querida irmã Lilia Ribeiro que, na década de 1970, fez diversas entrevistas com Zélio Fernandino de Moraes e outros importantes militantes da Umbanda.
Costumo perguntar como alguém pode praticar ou ser sacerdote de uma religião que não conhece? O maior de todos os físicos brasileiros, Cesar Lattes, dizia que sem história não há realidade objetiva. Para entender os diversos rituais praticados nos terreiros umbandistas é necessário conhecer a história da nossa religião, que não é dogmática, e tem fundamentos que remontam aos seus primórdios com Zélio de Moraes, Benjamim Figueiredo e outros baluartes que pavimentaram o caminho para todos os sacerdotes e discípulos da Umbanda.
Alexandre Cumino resgata, de forma brilhante, essa história, mostrando as origens, a etimologia da palavra, a trajetória e a literatura da Umbanda. É um livro que todo umbandista precisa ter e ler para poder argumentar e justificar os seus rituais e, mais do que isso, mostrar que a Umbanda é uma religião sem preconceitos que abarca em seus terreiros discípulos de todas as classes sociais, étnicas e religiosas.
Como disse o meu Pai Espiritual, Ronaldo Antonio Linares, é um livro para ser saboreado como se fosse um precioso licor, como se ouve um musica maravilhosa que foi composta só para você.
Parabéns meu irmão! Você escreve e faz parte da história da Umbanda.A História da Umbanda é para quem conhece a Umbanda!

2 comentários:

Maísa Intelisano disse...

Prezado Prof. Diamantino:

Não acredito em coincidências e acasos...

Você provavelmente não se lembrará de mim, mas tive uma grande surpresa hoje ao receber de Alexandre Cumino seu texto sobre o novo livro dele e me dar conta de que você foi meu professor.

Fui sua aluna no Colégio Doze de Outubro em 77 e 78, e também na Osvaldo Cruz em 79, na qual ingressei por orientação sua, mas que, infelizmente, não conclui!

Mto bom saber que você tem um trabalho tão bonito na Umbanda.

Espero que possamos um dia sentar para conversar.

Grande abraço

Maísa Intelisano
www.maisaintelisano.com.br
www.stum.com.br/maisaintelisano

Diamantino F. Trindade disse...

É impossível não lembrar de você que sempre foi uma pessoa marcante.
Minhas saudações e alegria de recebê-la em nosso blog.
Diamantino